Reader Comments

Lactaid, Meu Santo Colega!

"Gustavo Fogaça" (2018-05-19)


Para ativar uma reação, seria preciso energia suficiente para romper tais ligações. A presença de enzimas no corpo dispensa a necessidade desse acréscimo de energia, que se unem às moléculas pra formar compostos complexos intermediários, que se decompõem e constituem os produtos finais. As enzimas liberam-se da reação sem sofrerem transformações e ficam preparadas pra continuar sua ação de catalisadores na criação de novos produtos. A característica principal da ação enzimática a respeito do corpo humano é tua especialidade. Cada tipo de enzima atua sobre isto um composto ou substrato associado, cuja suporte tem que introduzir-se à da enzima de modo que os centros ativos equivalham perfeitamente. Este processo pode ser comparado com a relação entre uma chave e tua fechadura, porque cada substrato retém uma enzima específica, apto de abrir as trajetórias para sua transformação. Os grupos catalíticos dos centros ativos de uma enzima atuam com um rendimento mais de um milhão de vezes maior que o de algumas substâncias análogas numa reação não-enzimática.

alimentos funcionaisOs resultados, que acabam de ser publicados na revista Nature Genetics, revelaram a presença de três mutações distintas no mesmo fragmento da molécula de DNA em que acontece aquela diagnosticada nos europeus do norte. Em seus portadores, a ingestão de leite era acompanhada por aumento das taxas de açúcar no sangue, demonstração indireta da experiência de digerir lactose. As mutações descritas foram detectadas em frequências variáveis nos africanos testados; a maioria deles apresentava só uma, entretanto outros chegavam a ter duas e até já as três. Por intervenção de técnicas de observação comparativa de DNA, os geneticistas calcularam que essas variações surgiram no continente africano num tempo de três.000 a 7.000 anos atrás. Seus portadores levaram tanta vantagem nutricional e reprodutiva que elas se disseminaram rapidamente na população, no melhor tipo darwinista. Café, chocolate e leite em pó (com lactase). Tem oitenta e quatro calorias, quatrorze g de carboidrato, 2,4 g de proteína e 1,nove g de gordura em 2 colheres (sopa). Bebida com amêndoa, tâmara, cacau e pimenta-caiena. A garrafinha (320 ml) reúne 224 calorias, vinte e um g de carboidrato, 2,quatro g de proteína e 5,dois g de gordura.

Dr. Paulo, o checape Vegatest assim como podes ser recomendado pra casos de "intolerância alimentar", particularmente, e não alergia? No meu caso em especial, tive colite diagnosticada por colono, e tenho procurado hoje novas alternativas. O Vegatest identifica tanto alergias quanto intolerâncias alimentares. Desejaria de lhe fazer algumas perguntas e ficarei grato se puder me responder. Se uma pessoa tem problema com histamina, ela teria de evitar todo alimento que liberam esta substância, como por exemplo, deixar de consumir tomate, chocolate, etc? De imediato faz quase uma hora que você terminou de saborear o seu sorvete ou queijo prediletos. Sente um peso no estômago e mal-estar; ademais, você tem gases. Novamente pesquisa alívio tomando um medicamento que começou a transportar consigo. De imediato você chegou num ponto em que se pergunta: Por que o meu estômago é tão sensível?

A alergia, diferente da intolerância à lactose, é um dificuldade relativo ao sistema imunológico. Nosso corpo reage contra as proteínas encontradas no leite, causando, assim, reações que irão além do sistema digestório. Como sinais e sintomas da alergia à proteína do leite desejamos apontar diarreia, dores abdominais, prisão de ventre, sangue nas fezes, refluxo, urticária e até já problemas respiratórios, como asma e rinite.
Dois- Teste de tolerância à lactose
25 de julho de 2012 às dois:Quarenta e seis
Elimina os sinais de envelhecimento
Castanhas e amendoim
Nada de suplementos: olhe comidas que melhoram concentração, memória e raciocínio
oito - CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

Pra digerir este açúcar, o corpo tem que fornecer uma enzima chamada lactase, que divide o açúcar do leite em glicose e galactose. A incapacidade de gerar a lactase pode ser genética ou ocasionada por algum dificuldade intestinal que a interrompe temporariamente. De acordo com Ricardo Barbuti, gastroenterologista afiliado da Federação Brasileira de Gastroenterologia, a experiência de produzir a lactase é geneticamente determinada. Barbuti. Há países, como o Japão, em que quase toda a população tem essa característica. O especialista explica que normalmente os sintomas aparecem entre meia hora e uma hora depois da ingestão do leite ou derivados, como chocolate, sorvetes, leite condensado, creme de leite, iogurte, manteiga, pudins e queijos. Todos nós tivemos um camarada pela infância que não podia tomar leite. Isto bastante possivelmente se devia ao episódio dele ser intolerante à lactose. Lactose é o nome de um açúcar ou carboidrato contido no leite e produtos lácteos. A intolerância à lactose é mais comum entre pessoas da Ásia, África, Oriente Médio e alguns países do Mediterrâneo, bem como entre os aborígenes australianos. Geralmente só cinco por cento das pessoas caucasianas são intolerantes à lactose, ou seja, o leite ou derivados podes lhes causar dores e dificuldades intestinais.